… sempre há o que amar. A vida é um constante aprendizado que todos os dias você aprende algo novo. O amor pode ser por uma planta, uma roupa preferida, um lugar, um restaurante, uma cidade. Mas a grande verdade esse texto diz tudo: “e quando você achar que já amou demais nessa vida, tenha filhos”… Lindo!!!! Copiei do Facebook de uma amiga e fiquei super emocionada. A vida é feita de fases. Não importa a ordem dessas fases. Tem gente que faz tudo na cronologia natural das coisas: cresce, se forma, se casa, tem filhos, envelhece, tem netos… Outras fazem em outra ordem. Mas a capacidade de amar é que tem que existir!!!!

 

AMOR INFINITO…

Ame seus pais e seus irmãos.
Eles são a base de sua vida, seu chão e quem com certeza vai sempre te ajudar.

Ame suas tias e tios, porque foram eles que por muitas vezes zelaram seu sono, quando você era apenas uma criança mimada.
Eu sei, não se lembra!
Mas você só vai entender o amor dos tios, depois que sua primeira sobrinha nascer.
Então, não perca tempo.

Ame seus primos e amigos por mais que eles sejam completamente diferentes de ti.
Aceite-os.
Aceite-se.
Todo mundo tem defeitos.

E por falar neles…
Ame sua barriga, suas celulites e as tais estrias.
Elas indicam que sua vida está repleta de prazeres gastronômicos.
Ame também seus quilos a mais, porque se eles não existissem, você jamais poderia comemorar a vitória de um dia perdê-los.

Ame seu cabelo do jeitinho que ele é.
E o seu armário…
Mude. Completamente.
Experimente coisas novas, outras cores.
Calças largas e calcinhas de algodão.
E não troque seu velho pijama por nada nesse mundo.
Ele é o seu companheiro de sonhos.

E é com aquele tênis feio e fora de moda, com o formato exato dos seus pés, que eu acho que você deve sair para caminhar todas as manhãs.
Leve os cachorros.
Pra pensar.
Pra amar as coisas que estão do lado de fora.

Tarefa difícil.
Respire.

Ame seus ídolos incontestávelmente, se são ídolos é porque algo de bom tem a ensinar, a oferecer a você… Ensinamentos são sempre bem-vindos!

No fundo, procure outra pessoa para amar um tanto, que dê até vontade de se casar com ela.

Namore.
Não importa o sexo, nem a idade.
E não se preocupe com o tempo que a paixão vai durar.
Se gostem.
Se assumam.
Se curtam.
Se abracem.
Beijos.
Viagens.
E saiam para dançar sempre.

Tomem café da manhã juntos.
Fiquem o domingo inteiro na cama, enquanto o mundo despenca numa chuva fria e fina.

E quando você achar que já amou demais nessa vida…
Tenha filhos.
Se não conseguir, adote.
Dizem que não há amor maior.
E eles vão crescer, amando você e muitas outras coisas e pessoas.
Com sorte, você terá netos.
E dos seus netos, receberá mais tarde com muito orgulho, o amor dos bisnetos…

Pois, o nosso amor é contínuo.
Para sempre.”

Gostou do post? Então compartilhe com seus amigos:
RSS
Follow by Email
Facebook
Facebook
Google+
http://casacasada.com.br/ja-pensou/quando-voce-achar-que-ja-amou-demais/
Instagram